CONTEXTUALISMO

Contextualismo é uma teoria epistemológica que goza de razoável aceitação entre os teóricos da filosofia do conhecimento contemporânea, tem como tese principal a afirmação que conhecimento depende do contexto. Logo, os critérios para conhecimento e justificação são contextuais e irão variar em força. De maneira que o contexto irá determinar qual padrão para conhecimento está correto. O conhecimento nesta perspectiva depende do atribuidor. Assim, nos deparamos com dois tipos de contextos: o contexto do sujeito e do atribuidor.

Esta posição apresenta-se como uma saída contra os argumentos céticos, já que o sujeito terá conhecimento de acordo com as exigências do contexto. Deste modo, em um contexto popular conhecimento é plenamente certo e já em um contexto cético os critérios para justificação e conhecimento são demasiado elevados, impossibilitando o sujeito saber que p.

Ainda que esta proposta seja uma resposta às hipóteses céticas, cremos que há teses nos argumentos céticos que tanto precisam como são dignas de refutação e não é isso que o contextualismo tem em mente com sua resposta ao ceticismo. Parece que as premissas do argumento cético não são dignas de observação.

Outra crítica que tem sido sustentada contra a visão contextualista é que ela mascara um relativismo. Além de que, a epistemologia, conforme Klein possui um caráter normativo para a análise do conceito de conhecimento, enquanto a teoria contextualista aparece como um modo de ver a análise de conhecimento de uma forma essencialmente descritiva.

Esta teoria tem sido discutida amplamente e cada um de seus teóricos tem seu modo peculiar de apresentar-la. Objetivou-se aqui, propor uma visão geral da teoria para a partir daí incentivar o interesse pela mesma, seja para afirmar ou negar a mesma.

Referências

COHEN, S. Contextualism, Skepticism and Structure of Reasons. In: TOMBERLAIN, James e. Philosophical Perspestives 13, Epistemology. Cambridge: Blackwell Publishers, 1999.

DRETSKE, F. Epistemic Operators. The Journal of Philosophy, Vol. 76, 1970, 1007-10023.

KLEIN, P. Concept of Knowledge. In: CRAIG, Edward (Ed.). Routledge Encyclopedia of Philosophy.London/New York: Routledge, 1998. p. 266-276. V.5.

Anúncios

Uma resposta to “CONTEXTUALISMO”

  1. Valente Frederico Says:

    GOSTEI DESSA LINDA ESCRITURA…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: